janeiro 4th, 2018 by admin

“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda. Vocês já estão limpos, pela palavra que lhes tenho falado. Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim.
Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma. Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados. Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido. Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos”
João 15:1-8.

“Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai lhes conceda o que pedirem em meu nome” João 15:16

Sabendo que estávamos todos destituídos da glória de Deus e que em nós não havia nenhum mérito para sermos salvos, para que Deus escolheu nos salvar? Sabemos que ele fez isso por estar bem-disposto (isso é Graça). Mas, qual era sua intenção? O que desejava obter? Esse texto trata do propósito e do objetivo da nossa escolha em Cristo.
(mais…)

janeiro 3rd, 2018 by admin

“Entre os que tinham ido adorar a Deus na festa da Páscoa, estavam alguns gregos. Eles se aproximaram de Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, com um pedido: ‘Senhor, queremos ver Jesus’. Filipe foi dizê-lo a André, e os dois juntos o disseram a Jesus.
Jesus respondeu: ‘Chegou a hora de ser glorificado o Filho do homem. Digo-lhes verdadeiramente que, se o grão de trigo não cair na terra e não morrer, continuará ele só. Mas se morrer, dará muito fruto. Aquele que ama a sua vida, a perderá; ao passo que aquele que odeia a sua vida neste mundo, a conservará para a vida eterna. Quem me serve precisa seguir-me; e, onde estou, o meu servo também estará. Aquele que me serve, meu Pai o honrará. Agora meu coração está perturbado, e o que direi? Pai, salva-me desta hora? Não; eu vim exatamente para isto, para esta hora. Pai, glorifica o teu nome!’ Então veio uma voz do céu: ‘Eu já o glorifiquei e o glorificarei novamente’”
. João 12:20-28

As pessoas ao nosso redor desejam o status e o reconhecimento público. A popularidade é supervalorizada. Mas e no Reino de Deus? O que é reconhecimento, qual é a verdadeira valorização do crente? Como ela é conquistada? Esse texto vai ensinar, pelo exemplo e pela instrução de Jesus, como podemos esperar ser valorizados.
(mais…)

janeiro 2nd, 2018 by admin

“Enquanto isso, os discípulos insistiam com ele: ‘Mestre, come alguma coisa’.
Mas ele lhes disse: ‘Tenho algo para comer que vocês não conhecem’.
Então os seus discípulos disseram uns aos outros: ‘Será que alguém lhe trouxe comida?’
Disse Jesus: ‘A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e concluir a sua obra. Vocês não dizem: ‘Daqui a quatro meses haverá a colheita’? Eu lhes digo: Abram os olhos e vejam os campos! Eles estão maduros para a colheita’”.

João 4:31-35

Quão difícil pode ser fazermos a vontade de Deus? Quanto planejamento e esforço deve ser necessário para nos dedicarmos ao trabalho missionário, para realizarmos a obra da evangelização, para obtermos os frutos que glorificam a Deus? Enquanto algumas pessoas sonham com a obra missionária e imaginam sua realização com muito romantismo, outros se lançam a ela e a realizam com grande entusiasmo e muitos resultados. Esse texto revela a diferença entre elas.
(mais…)

janeiro 1st, 2018 by admin

“Então contou esta parábola: “Um homem tinha uma figueira plantada em sua vinha. Foi procurar fruto nela, e não achou nenhum. Por isso disse ao que cuidava da vinha: ‘Já faz três anos que venho procurar fruto nesta figueira e não acho. Corte-a! Por que deixá-la inutilizar a terra?’
Respondeu o homem: ‘Senhor, deixe-a por mais um ano, e eu cavarei ao redor dela e a adubarei. Se der fruto no ano que vem, muito bem! Se não, corte-a’”
Lucas 13:6-9.

É espantoso como muitas pessoas que se demoram na Igreja ainda não tem uma perspectiva eternal. Elas se angustiam ao pensar na vida dentro dos limites do tempo nessa Terra. A morte lhes parece um paredão e tratam a vida eterna como se fosse uma ilusão. Ainda não alcançaram a fé de que nesta Terra e além, a vida (ou a morte) simplesmente continuam indefinidamente. Então, o tempo que recebemos de Deus nessa terra é um sinal da paciência do Eterno. Ele deseja que nos arrependamos e espera que nosso arrependimento produza frutos. É esse o tema do texto que lemos.
(mais…)

dezembro 31st, 2017 by admin

“Nenhuma árvore boa dá fruto ruim, nenhuma árvore ruim dá fruto bom. Toda árvore é reconhecida por seus frutos. Ninguém colhe figos de espinheiros, nem uvas de ervas daninhas. O homem bom tira coisas boas do bom tesouro que está em seu coração, e o homem mau tira coisas más do mal que está em seu coração, porque a sua boca fala do que está cheio o coração”.
“Por que vocês me chamam ‘Senhor, Senhor’ e não fazem o que eu digo?”
Lucas 6:43-45+46

É possível enfatizar erradamente a Graça de Deus em Cristo desincumbindo os crentes da obediência? Infelizmente parece ser o que acontece em nossos dias: há crentes tão ‘conscientes’ da Graça, que já não vivem em acordo com a Lei. Graça que não produz os frutos da obediência é desgraça. Como Jesus ensinou, “Se alguém me ama, guardará a minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos nele morada” Jo 14:23. Desde o Antigo e ao longo de todo o Novo Testamento, amor ou graça e obediência estão associados. Esse texto ensina isso, sermos verdadeiros discípulos de Jesus.
(mais…)

dezembro 30th, 2017 by admin

“Então Jesus começou a lhes falar por parábolas: ‘Certo homem plantou uma vinha, colocou uma cerca ao redor dela, cavou um tanque para prensar as uvas e construiu uma torre. Depois arrendou a vinha a alguns lavradores e foi fazer uma viagem. Na época da colheita, enviou um servo aos lavradores, para receber deles parte do fruto da vinha. Mas eles o agarraram e espancaram, e o mandaram embora de mãos vazias. Então enviou-lhes outro servo; e lhe bateram na cabeça e o humilharam. E enviou ainda outro, o qual mataram. Enviou muitos outros; em alguns bateram, a outros mataram.
Faltava-lhe ainda um para enviar: seu filho amado. Por fim o enviou, dizendo: ‘A meu filho respeitarão’.
Mas os lavradores disseram uns aos outros: ‘Este é o herdeiro. Venham, vamos matá-lo, e a herança será nossa’. Assim eles o agarraram, e o mataram, e o lançaram para fora da vinha.
O que fará então o dono da vinha? Virá e matará aqueles lavradores e dará a vinha a outros. Vocês nunca leram esta passagem das Escrituras? ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isso vem do Senhor, e é algo maravilhoso para nós’’.
Então começaram a procurar um meio de prendê-lo, pois perceberam que era contra eles que ele havia contado aquela parábola. Mas tinham medo da multidão; por isso o deixaram e foram embora”.

Marcos 12:1-12.

Ao longo da história, várias elites religiosas foram substituídas por outras. Os israelitas que saíram do Egito foram substituídos por uma nova geração no deserto. Depois, Israel desapareceu e Judá ficou em seu lugar. Os Judeus foram substituídos pelos cristãos primitivos e, desde então, vários movimentos do cristianismo desapareceram dando lugar a outros, inclusive na Reforma. Porque Deus fez estas substituições? É sábia a arrogância de pensar que não seremos substituídos? O que deveríamos fazer para continuarmos?
(mais…)

dezembro 29th, 2017 by admin

“No dia seguinte, quando estavam saindo de Betânia, Jesus teve fome. Vendo à distância uma figueira com folhas, foi ver se encontraria nela algum fruto. Aproximando-se dela, nada encontrou, a não ser folhas, porque não era tempo de figos. Então lhe disse: ‘Ninguém mais coma de seu fruto’. E os seus discípulos ouviram-no dizer isso.
Chegando a Jerusalém, Jesus entrou no templo e ali começou a expulsar os que estavam comprando e vendendo. Derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas e não permitia que ninguém carregasse mercadorias pelo templo. E os ensinava, dizendo: ‘Não está escrito: ‘A minha casa será chamada casa de oração para todos os povos’? Mas vocês fizeram dela um covil de ladrões’.
Os chefes dos sacerdotes e os mestres da lei ouviram essas palavras e começaram a procurar uma forma de matá-lo, pois o temiam, visto que toda a multidão estava maravilhada com o seu ensino.
Ao cair da tarde, eles saíram da cidade.
De manhã, ao passarem, viram a figueira seca desde as raízes”
Marcos 11:12-20.

Vivemos dias em que um pegajoso antropocentrismo invadiu a Igreja. Contaminados com o pensamento mundano, os crentes pensam que a fé cristã gira em torno de seu bem-estar. O texto que estamos estudando mostra quão grave é essa postura egocêntrica, e como Jesus quer corrigir isso.
(mais…)

dezembro 28th, 2017 by admin

“Novamente Jesus começou a ensinar à beira-mar. Reuniu-se ao seu redor uma multidão tão grande que ele teve que entrar num barco e assentar-se nele. O barco estava no mar, enquanto todo o povo ficava na beira da praia. Ele lhes ensinava muitas coisas por parábolas, dizendo em seu ensino: ‘Ouçam! O semeador saiu a semear. Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, e as aves vieram e a comeram. Parte dela caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; e logo brotou, porque a terra não era profunda. Mas quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram, porque não tinham raiz. Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas, de forma que ela não deu fruto. Outra ainda caiu em boa terra, germinou, cresceu e deu boa colheita, a trinta, sessenta e até cem por um’.
A seguir Jesus acrescentou: ‘Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça!’”
Marcos 4:1-9.

Muitas vezes os crentes se preocupam demasiado com a aceitação de sua pregação, de sua fé ou até de si mesmos. Há até muitos que estão dispostos a se adaptarem e ao seu discurso, a negociarem suas crenças e valores para serem aceitos pelo mundo. O medo de serem rejeitados os leva a perverter a fé e a pregação. O que Jesus ensinou sobre isso? Neste texto vamos aprender sobre aceitação e rejeição da Palavra que pregamos e da fé que temos.
(mais…)

dezembro 27th, 2017 by admin

“Considerem: uma árvore boa dá bom fruto; uma árvore ruim, dá fruto ruim, pois uma árvore é conhecida por seu fruto. Raça de víboras, como podem vocês, que são maus, dizer coisas boas? Pois a boca fala do que está cheio o coração. O homem bom, do seu bom tesouro, tira coisas boas, e o homem mau, do seu mau tesouro, tira coisas más. Mas eu lhes digo que, no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado. Pois por suas palavras você será absolvido, e por suas palavras será condenado”. Mateus 12:33-37

É impressionante como Jesus podia enfrentar as mentiras e calúnias que as pessoas diziam contra ele. Ao invés de evitar os seus argumentos mais ofensivos, Jesus os enfrentou, estressando o tema central, até encontrar a mentira que sempre provém de homens mentirosos. Depois, Jesus usou a lógica para evidenciar inconsistências e o ensaio para revelar sua inaplicabilidade. Finalmente proclamou a Palavra de Deus oferecendo uma visão divina sobre o mesmo assunto. Esse texto mostra tal padrão apologético que fazemos bem em aprender.
(mais…)

dezembro 26th, 2017 by admin

Pacificadooooores! Faça aqui o download da cartilha de orientação geral para a edição #PACI18 de nossa escola de liderança para adolescentes e jovens – Pacificadores. Essa cartilha não substitui a ética cristã requerida dos alunos, a qual consiste dos 10 mandamentos à luz do Evangelho. Esperamos de nossos alunos nada menos do que uma conduta santa, como nosso Deus requer. Essa cartilha é um conjunto de orientações que visam facilitar sua participação na escola.

Clique aqui para o download>>> Orienta Geral (141)